Justiça obriga homem a pagar por trabalho doméstico da ex-mulher

Um homem foi condenado a pagar à ex-mulher pelo serviço doméstico prestado por ela durante os cinco anos de casamento

 A imprensa chinesa divulgou hoje (24/02) o veredito do juiz que condenou um homem a compensar sua ex-mulher pelo trabalho doméstico realizado por ela durante o tempo que estiveram casados. É que segundo a nova legislação vigente no país, após o divórcio, os cônjuges têm o direito de exigir compensação caso tenham arcado com mais responsabilidades que o seu parceiro (a) enquanto estavam juntos e isso inclui as tarefas domésticas.

Chen, o homem e Wang, a mulher foram casados por 5 anos, tempo no qual a esposa garante ter cuidado sozinha da casa e do filho já que o marido trabalhava fora e agia como se essa fosse sua única função. A autoridade então, entendeu que as obrigações não foram divididas de forma justa.

De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, as mulheres chinesas realizam em torno de quatro horas de trabalhos gratuitos por dia, período de tempo 2,5 vezes maior do que a média dos homens. A decisão do magistrado gerou debate nas redes sociais.

A divisão dos afazeres do lar de forma é uma questão levantada por mulheres do mundo todo, e durante a pandemia o problema foi acentuado, entrando em pauta em programas de rádio, TV e servindo de inspiração para criação de páginas e debates na internet.

O fato do esposos trabalharem em home office e com os filhos em casa em tempo integral, aumentou a carga de tarefas sobre as mulheres. O site da Ong “mulheresnapandemia”,  por exemplo, trouxe o levantamento de que 50% das brasileiras passaram a cuidar de alguém durante a pandemia do coronavírus. Denunciou ainda que 8,4% delas afirmam ter sofrido alguma violência durante o período de isolamento.      

De volta à China, o argumento usado pelo juiz Feng Miao ao decretar a pena de Chen foi “que a divisão de bens não contempla o trabalho doméstico, mas que esse contribui para a renda do marido e que o trabalho doméstico pode “melhorar a capacidade do outro cônjuge de crescer pessoalmente e academicamente, e isso não está refletido no valor das propriedades que serão divididas no divórcio”.

Você concorda com a decisão do Juiz? Concorda que a pandemia aumentou o trabalho doméstico feminino? Queremos saber o pensa a respeito. Comente aqui.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments