Corinthians avisa Globo e CBF: não joga mais aos domingos, nem à noite

Decisão do Corinthians é motivada por ação judicial que obrigou o clube a pagar R$ 750 mil de adicional por trabalho noturno e aos domingos a ex-zagueiro.

Decisão do Corinthians é motivada por ação judicial que obrigou o clube a pagar R$ 750 mil de adicional por trabalho noturno e aos domingos a ex-zagueiro.
Decisão do Corinthians é motivada por ação judicial que obrigou o clube a pagar R$ 750 mil de adicional por trabalho noturno e aos domingos a ex-zagueiro.

O Corinthians não vai mais jogar partidas pela noite e nem aos domingos. Pelo menos é o que diz comunicado do clube enviado à CBF, Federação Paulista (FBF) e TV Globo. O motivo é decisão recente da Justiça, que obrigou o clube a pagar adicional por trabalho noturno, domingos e feriados ao ex-zagueiro Paulo André.

“Requer-se que, a partir do retorno das competições que foram suspensas e daquelas que não foram iniciadas por conta da pandemia da covid-19, não sejam mais marcados jogos do Sport Club Corinthians Paulista à noite ou aos domingos. Na hipótese de serem agendadas partidas à noite ou aos domingos, o Sport Club Corinthians Paulista se reserva no direito de eventualmente não participar dos referidos jogos”, diz trecho do comunicado do Corinthians, assinado pelo presidente Andrés Sanchez.

A medida afeta em cheio a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão de jogos do clube em competições nacionais. A quarta-feira à noite e o domingo pela tarde são justamente as principais janelas de exibição de jogos da emissora. O Corinthians tem a segunda maior torcida do país e a maior no principal mercado publicitário – São Paulo. Junto com o Flamengo, o timão detém os maiores índices de audiência nos jogos da Globo.

O Corinthians foi condenado a pagar R$ 750 mil, em 15 parcelas, a Paulo André, por trabalho noturno, aos domingos e feriados. O São Paulo também foi condenado em julgamento do tipo, em ação movida pelo volante Maicon, hoje no Grêmio. Por ora, o tricolor paulista ainda não se pronunciou se também vai aderir ao boicote de jogos nos períodos citados.  

Globo, FBF e CBF também não se posicionaram publicamente sobre o comunicado do Corinthians.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments