Tóquio admite pela primeira vez não realizar Olimpíadas

Organizadores das Olimpíadas condicionam realização dos Jogos em Tóquio a surgimento de vacina contra o coronavírus. Competição pode ser cancelada.

Organizadores das Olimpíadas condicionam realização dos Jogos em Tóquio a surgimento de vacina contra o coronavírus.
Organizadores das Olimpíadas condicionam realização dos Jogos em Tóquio a surgimento de vacina contra o coronavírus.

Pela primeira vez, o Comitê Organizador das Olimpíadas de Tóquio 2020 admitiu a possibilidade dos Jogos não serem realizados. A declaração foi feita após a Associação Médica do Japão avaliar como “muito difícil” a viabilidade da competição antes do surgimento de uma vacina para o coronavírus. Se não em 2021, as Olimpíadas na cidade não vão acontecer mais.

“Nesse caso (se não acontecerem em 2021), as Olimpíadas serão descartadas. Adiamos as Olimpíadas para o ano que vem, depois de termos vencido a batalha (contra o coronavírus). As Olimpíadas serão muito mais valiosas do que qualquer outra Olimpíada do passado se conseguirmos prosseguir com ela depois de vencer essa batalha. Temos de acreditar nisso. Caso contrário, nosso trabalho duro e esforço não serão recompensados”, disse Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador de Tóquio, ao jornal japonês Nikkan Sports.

As Olimpíadas de Tóquio começariam no próximo mês de julho, mas foram adiadas para o mesmo período no ano que vem, por causa da pandemia de covid-19.

O Japão é um dos países menos afetados pelo coronavírus, o problema é o intenso fluxo de pessoas vindas de outros países que um evento do porte das Olimpíadas demanda.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments