Apresentador da Globo, Rodrigo Rodrigues morre de covid-19

Apresentador do Globo Esporte e do Sportv morre em decorrência do covid-19. Também escritor e músico, deixa legado de irreverência e multidisciplinaridade.

Apresentador do Globo Esporte e do Sportv morre em decorrência do covid-19. Também escritor e músico, deixa legado de irreverência e multidisciplinaridade.
Apresentador do Globo Esporte e do Sportv morre em decorrência do covid-19. Também escritor e músico, deixa legado de irreverência e multidisciplinaridade.

Morreu na manhã desta terça-feira, aos 45 anos, o apresentador do grupo Globo, Rodrigo Rodrigues, titular do Seleção Sportv. Ele estava internado no Hospital Unimed-Rio desde o último sábado, em virtude de complicações causadas pela Covid-19.

Rodrigues deu entrada na emergência com dores de cabeça, febre e desorientação. Ele estava afastado do trabalho há cerca de duas semanas, quando foi diagnosticado com o novo coronavírus. Os sintomas da doença só se agravaram na última sexta-feira. Rodrigo chegou a passar por um procedimento para diminuição da pressão intracraniana, mas não resistiu.

Carreira e estilo

Após passagens por SBT, ESPN Brasil, Esporte Interativo, TVs Cultura, Gazeta e Band, Rodrigo Rodrigues chegou ao Grupo Globo em janeiro do ano passado. Ele era o apresentador fixo do diário Troca de Passes, noturno do Sportv, e também comanda eventualmente o Globo Esporte de São Paulo, na ausência de Felipe Andreolli, além de outros programas do canal fechado, como Redação, Seleção e Sportv News.

No esporte, uma das principais marcas de Rodrigo Rodrigues era a irreverência e o bom humor. Ele fazia piada com tudo, sem comprometer a credibilidade e sem ficar estereotipado, além de ser muito bem quisto pelos colegas em todas as emissoras por onde passou. Foi lançado na tv esportiva pelo conceituado jornalista José Trajano. Rodrigo também era escritor e músico.

Além da atuação de destaque no jornalismo esportivo, participou de programas culturais, como “Vitrine”, da TV Cultura, “5 Discos”, da Gazeta, e “Cor de Rosa”, do SBT. Ainda lançou livros: “As Aventuras da Blitz”, sobre a trajetória do grupo musical comandado por Evandro Mesquita, e “London London”, um guia para conhecer Londres de metrô.

Música e solidariedade

O apresentador de TV também se notabilizou na música. Ele era guitarrista da banda “The Soundtrackers”, que toca apenas trilhas sonoras do cinema, e chegou a se apresentar no quadro “Ding Dong”, do “Domingão do Faustão”.

Durante a pandemia do coronavírus, Rodrigo Rodrigues fez duetos em lives no instagram com colegas jornalistas e cantores. Entre eles, está um belíssimo dueto de “Riacho do Navio”, sucesso de Luiz Gonzaga, com o colega Marcelo Barreto, apresentador do Redação Sportv. “Algumas das apresentações ilustram esta matéria. Rodrigo foi ainda locutor e apresentador da Rádio Globo em São Paulo.

O agravamento do estado de saúde do jornalista causou uma onda de solidariedade entre personalidades do esporte e do jornalismo. Uma série de mensagens mandando força inundou as redes sociais desde então. Nomes como Galvão Bueno, craque Neto, Sorín e Fernando Meligeni, entre outros, se manifestaram publicamente.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments