Covid-19: Estudo confirma relação de trombose e vacina AstraZeneca

No Brasil, a Anvisa garante que todas as vacinas utilizadas são seguras e que não há registro de nenhum óbito relacionado ao imunizante

Vacina AstraZeneca
Agência Europeia de Medicamentos faz relação entre vacina e casos de trombose entre jovens - Foto: AFP/Joe Klamar

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) confirmou através de uma fonte que existe uma relação entre a vacina AstraZenca e os casos de trombose registrados nas pessoas que receberam a dose. A afirmação foi feita hoje (06/04) durante uma entrevista ao jornal italiano Il Messagero.

O Diretor de Estratégia da EMA, Marco Cavaleri informa que agora a intenção é entender o que provoca essa reação à vacina contra a Covid-19. Cavaleri explicou ainda que o número de trombose cerebral entre os jovens vacinados foi maior do que o esperado e é preciso saber a razão.

No Reino Unido, 18,1 milhões de pessoas tomaram a AstraZeneca até 24 de março e foram registrados 30 casos de trombose e sete mortes em decorrência da doença. A vacina é uma das administradas no Brasil mas não há registro de de reações ou consequências nos vacinados.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma nota no começo do mês de março garantindo que “as vacinas em uso no país são consideradas seguras”. Além da AStraZeneca, a população brasileira está sendo imunizada com a Covishield e CoronaVac.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments