Por excesso de álcool em lives, Conar representa contra Gusttavo Lima

Conar questiona estímulo ao consumo excessivo de bebida alcoólica e falta de controle ao acesso de menores nas lives do cantor Gusttavo Lima.

Conar questiona estímulo ao consumo excessivo de bebida alcoólica e falta de controle ao acesso de menores nas lives do cantor Gusttavo Lima.
Conar questiona estímulo ao consumo excessivo de bebida alcoólica e falta de controle ao acesso de menores nas lives do cantor Gusttavo Lima.

Falta de controle de acesso a menores de idade e estímulo ao consumo imoderado de bebida alcoólica em suas lives. Por esses motivos, o órgão de regulamentação publicitária Conar abriu representação ética contra o cantor Gusttavo Lima e a Ambev, principal patrocinadora da atração.

O órgão agiu em resposta às várias denúncias de internautas. Em nota, o Conar ressaltou que é preciso seguir “princípios fundamentais da comunicação comercial do segmento, com a divulgação responsável de bebidas alcoólicas e com os cuidados para que não seja difundida a crianças e adolescentes”.

Cantor e Ambev têm 20 dias para se defender. As punições são obrigação de alteração da peça publicitária (lives) e advertência aos responsáveis.

Palavrões e doações

Segundo a Folha de São Paulo, a última live de Gusttavo Lima teve 5,5 milhões de acessos simultâneos no Youtube. Na apresentação, o cantor xingou bastante e bebeu tequila e cerveja. O Embaixador abriu a live com uma mensagem a “todos os cachaceiros do mundo”.

Gusttavo Lima também recebe doações nas lives. Elas serão destinadas aos afetados pela crise do coronavírus, via instituições beneficentes. Segundo o Embaixador, as lives já arrecadaram mais de 1 milhão de toneladas de alimentos.

O que você acha das Lives de Gusttavo Lima? Deixe sua opinião abaixo, no nosso campo de comentários.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments